Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

31.12.16

Amamentação

Tenho de admitir, não estava nada à espera que fosse assim! Não estava minimamente preparada para o que aí veio, nem física e muito menos psicologicamente.
Não me interpretem mal, ADORO dar de mamar, só não estava preparada para isto.




Ok Ok, estou a queixar-me muito sem necessidade, conheço pessoas que sofreram bem mais do que eu.
Até que fui uma sortuda, o Santi nasceu à 00h49, às 2h00 quando saí do bloco e fui para o recobro, puseram-me-o logo à mama, e a partir daí, foi tudo super natural. Ás 6h00 da manhã, quando o trouxeram para o quarto, já tinha colostro, e só isso foi uma bênção, veio logo, sem dores, sem nenhuma complicação. Ao fim de algumas horas, não me lembro bem (ainda tinha muita medicação em cima, e sem nenhuma hora de sono), mas lá para a noite já tinha leite, é verdade a minha subida de leite foi super rápida. É costume subir até ao 2º, 3º dia, o meu veio logo horas depois, para alimentar este meu lindo gordinho.

Até aqui tudo bem! Pensava eu. O pior estava para chegar, pensei eu quando chegou! 
Tinha imenso leite! Parecia uma vaca leiteira! As minhas mamas eram duas pedras grandes, bem redondas e bem duras! Se não fossem as minhas queridas amigas enfermeiras a darem-me uma esfrega, acho que tinha rebentado com tanto leite (principalmente porque nos primeiros dias, ele bebia muito pouco)!

Muito aperto, massagens, quente, frio, bomba! Só via mãos, mãos nas minhas mamas, não via mais nada!
Mas isso aliviou-me imenso, e percebi claramente que iria ter de tirar leite, sempre a seguir a dar de mamar (claro que não fiz sempre isso, principalmente à noite, e depois foi pior para mim).
E foi o que aconteceu, assim que vim para casa, a minha vida rapidamente se tornou em amamentar e tirar leite, amamentar e tirar leite, sempre isto. 
É uma actividade muito desgastante, no intervalo de 3 horas que tenho, 2h são passadas a dar de mamar e a tirar leite. Fica apenas uma hora para descansar e ter de repetir tudo outra vez!


É verdade que é um momento único, e de intimidade com o meu filho, é lindo e maravilhoso, e adoro dar de mamar, mas não deixa de ser cansativo. Temos de ser sinceros com a vida!

Até aqui parecia tudo muito bem, eu não sabia era que o pior estava para acontecer.
Toda a gente me dizia que amamentar era difícil, e que a dor era muita (atenção, só comecei a ouvir isto depois de já estar a amamentar, nunca me tinham dito que esta era a pior parte de ser mãe), e eu lá acreditava que as dores horríveis que tinha a dar de mamar eram normais. Eu até chorava com tantas dores que tinha a dar de mamar, cada vez que ele puxava o leite era uma dor horrível como se me tivessem a sair vidros pelas mamas! Mas para mim isto era tudo normal, ou eu assim queria acreditar. No meio disto tudo, não era nada normal, o que eu tinha era uma mastite, sim, uma mastite nas duas mamas ao mesmo tempo.
E que bela de inflamação que eu tive, duas caixas de antibióticos depois e mesmo assim, ainda me doi!
Nesta altura dar de mamar estava fora de questão, mas lá consegui ir tirando leite com a bomba!

O importante é que as mulheres percebam que amamentar é muito bom para nós e principalmente para o bebé, mas é preciso cuidar-mos de nós e estarmos informadas sobre tudo!
Vou continuar a fazer de tudo para que o Santi possa amamentar o maior tempo possível!




Follow us on Instagram

About me

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos marcar uma sessão fotográfica?