Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

27.04.20

Slow Down

slow down

Vivemos em tempos que nos obrigam a desacelerar, a ficarmos em casa, a dar valor ao que realmente importa, a usufruirmos do que temos,  mantermos contacto com quem mesmo nos dá valor.

A semana passada vi-me, e vejo-me numa situação um pouco mais dramática. Calma nada de preocupante, ou alarmismos, apenas uma situação péssima para acrescentar a situação terrível em que já vivemos.

O meu telemóvel morreu. Sim, fiquei uma semana inteira, e a ver quantas mais serão, sem telemóvel. Sem redes sociais, sem mensagens ou vídeo chamadas, sem puder tirar fotografias ou filmar as brincadeiras dos meus filhos.

Foi um bom detox das redes sociais? Sem dúvida. Mas também me apercebi da comunidade linda que criei, de pessoas que realmente se importam comigo e com os meus, e por isso, um grande obrigada a todas essas pessoas, e a todas as mensagens lindas que me enviaram a dizer principalmente que tinham saudades minhas, e que sentiam saudades dos meus slow coffees que lhes dão calma para começar um novo dia.

E foi com esta frase que resolvi escrever este post.

Os meus slow coffees transmitem calma para começar um novo dia

Eu não sou uma pessoa calma, ou tranquila, muito pelo contrario, sofro de uma doença psicológica, que me deixa muitas vezes irritada e extremamente ansiosa. Chama-se, Transtorno Obsessivo Compulsivo. Há quem pense que qualquer uma destas doenças, TOC ou Ansiedade se resolva apenas por respirar fundo e abstrair-me da situação. Quem passa por isto sabe bem que não funciona assim, não é quando nós queremos, ou porque nós queremos, não basta só respirar fundo, e Let it Go. Não são só sintomas psicológicos, são também sintomas físicos. São problemas que precisam ser resolvidos, e muitas das vezes abrandados com medicação.

Para quem nunca ouviu falar de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) em resumo é, preocupações do nosso dia a dia, como obsessões, pensamentos, impulsos, que nos levam a questionar as coisas que fazemos, se as fizemos bem, se realmente as fizemos, e isso deixa uma ansiedade muito grande, porque por muito que esteja a querer pensar noutras coisas, por exemplo o que vou fazer para o almoço, este pensamento de, se fechei ou não a porta do carro, faz com que não consiga fazer mais nada, sem antes largar tudo e ir verificar se fechei a porta do carro. Mesmo quando paro, respiro fundo, revejo todos os passos que fiz, e tenho A CERTEZA que fechei o carro, a minha cabeça só me larga, quando eu sair para ir verificar a porta fechada (muitas vezes abro e fecho o carro como o comando, e mesmo tendo acabado de trancado o carro com o comando, tenho de levar a mão a porta para verificar se está mesmo fechada).

Muitas das vezes essas obsessões levam as compulsões, como disse em cima, de verificar repetidamente a porta do carro fechada, ou por exemplo, de estar a arrumar os brinquedos dos meus filhos, e ter de contar em voz alto todas as peças dos puzzles ou dos legos. Sim, muitas pessoas podem parar aqui e pensar, pronto esta está toda frita da marmita, mas a realidade é que isto são mecanismos de defesa do nosso corpo, para nos mantermos calmos, só fazemos é de outra maneira, em vez do simples respirar fundo e tudo fica bem, estes tiques, compulsões levam-nos a fazer coisas, que muitas vezes até sabemos que já as fizemos, mas que temos a necessidade de as voltar a verificar.

Em suma, sim eu sou aquela pessoa que conta os brinquedos dos filhos, que arruma tudo por cores, e que tem uma necessidade enorme de ter tudo organizado por tamanhos e no sitio correto. O facto de nem sempre as coisas correr como desejamos, faz com que a ansiedade de não conseguir arrumar, ou limpar certa coisa naquele momento crie ansiedade, ansiedade essa que só pode ser controlada por medicação.

Com esta situação toda do virus, vejo algumas pessoas minhas amigas, que com a mesma doença que eu, ficaram a depender de um aumento drastico de medicação, pois outra grande obsessão/compulsão comum é a dos germes e bacterias, e se o normal de uma pessoa já é desinfectar tudo a todo o momento, imaginem agora em que realmente existe mesmo o virus que nos faz adoecer gravemente.

slow down

Mas resolvi fazer este post, não para explicar coisas sobre esta doença que muitas vezes me impede de aproveitar o momento e ser feliz, mas para dizer que há certas coisas que podemos fazer para acalmar e ou prevenir certos comportamentos.

Eu criei um ritual, só meu, (quem tem filhos irá perceber), que sejam só 5 minutos sozinha, para eu fazer o meu café, devagar, sem pressas, sempre com a mesma ordem, a mesma rotina. Por isso as minhas manhãs transmitem tanta calma, porque são realmente o momento calmo do meu dia.

A ansiedade é um fenómeno que faz parte da nossa vida. E pequenas alterações no nosso dia a dia ou nos nossos hábitos podem diminuir ou mesmo eliminar as REAÇÕES ansiosas.

Como disse, eu resolvi criar um ritual diário, adotar no dia a dia hábitos simples que permitem reduzir os estados de ansiedade pode ser uma grande ajuda, em coisas simples do nosso dia como técnicas de relaxamento e meditação, uma boa gestão e organização do tempo, falar de forma regular e eficaz com os outros, e dormir, descansar também é muito importante.

Todos estes pequenos promenores fazem-me conseguir aproveitar melhor a minha vida, sem ter de estar dependente da minha doença. Sim, eu sou a pessoa a quem chamam de maluquinha, maluquinha das limpezas, maluquinha da organização. Da proxima vez que chamarem maluquinha a alguém, lembrem-se que não estamos assim tão malucas, que ainda sabemos bem o que fazemos, e que isto é uma doença que não conseguimos controlar, apenas contronar da melhor maneira que conseguimos.

As vezes é melhor respirar fundo, e permanecer calado.

Para já não tenho partilhado esse momento com vocês, como é o meu habito. Mas assim que tiver o meu telemóvel de novo, podem se juntar a mim, para todas as manhãs, tirarem UM MINUTO do vosso tempo, e relaxarem comigo e com o meu slow coffee, junto das minhas plantinhas que tanto me alegram o dia.

 

Mi

 

P.S. vejam também como é bom passarmos tempo a dois e o que é o slow living.

pintreset slow down.jpg

Guardem esta imagem no Pinterest para pesquisarem mais tarde.

 

 

 

Follow us on Instagram

About me

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos marcar uma sessão fotográfica?