Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

Adorable Mi

Motherhood, Recipes and Lifestyle

23.08.19

Uma festa sustentável

DE1D8E64-62C7-41E4-BE83-B0E8483821BD.jpeg

Foi o primeiro aniversário do Salvi, e eu não podia deixar de partilhar este dia com a minha família, um dos dias mais importante da minha vida.

E como dizemos por aqui, "viva a nós que conseguimos manter mais um, vivo por um ano".

Quem me conhece bem sabe que tenho uma grande paixão por organizar festas e planear todos os detalhes de uma mesa, da decoração, desde o convite, às enormes grinaldas de balões, até aos milhões de confettis espalhados pela mesa.

Mas este ano, não podia ser assim, tinha de ser diferente, porque eu mudei, e não me fazia sentido nenhum recusar plástico durante um ano inteiro, para em apenas um dia usar todo o que não usei.

Não podia deixar de fazer o que tanto gosto, escolher um tema, decorar uma mesa, enfeitar a sala. Então o que poderia eu fazer? O que podia eu usar para substituir os balões? Os pratos, guardanapos e copos temáticos?

Acreditem ou não, foi bastante fácil, e até já disse ao meu marido que pode ficar descansado, porque nas próximas festas vão ser sempre assim, com as mesmas coisas, só se muda o tema.

Então mas o que afinal fiz eu de diferente?

Organizei uma festa sem lixo. É verdade, não gastei dinheiro em coisas para enfeitar, não comprei nada de plástico, não usei descartáveis, e não houve nada a ir para o lixo no fim da festa (vá só o pequeno desperdício que houve de comidas meio trincadas das crianças, e guardanapos).

Decoração

Pois, não podia faltar o tema da festa, é onde baseio tudo o que faço para a compor. O tema da festa foi Wild One (UM Selvagem), porque adorei o trocadilho, e o meu filho é realmente um selvagem (joking). Tudo o que utilizei foram coisas que já tinha em casa, como caixas, bases de madeira, frascos de vidro, panos de serapilheira, etc. Utilizei apenas 3 coisas descartáveis, mas que puderam ir para o composto, uns talheres de madeira, uns pratos de madeira (eram os últimos 6 que ainda tinha aqui por casa) e umas palhinhas de papel (só mesmo papel, não têm plástico por dentro), que na realidade foi mais só para enfeitar porque acabamos por utilizar as nossas de bambu e metal (porque apos uma utilização por serem de papel, ficam todas em papa). Pedi ao meu pai que me arranja-se frascos da compal, para servirem de copos, porque não tinha os suficiente para os convidados (basicamente fizeram só um pequeno desvio cá por casa antes de irem para a reciclagem).

Todos os restantes materiais utilizados foram apanhados por nós, nos nossos passeios. Como pinhas, paus, ramos de oliveira, folhas, etc., que utilizamos também para a sessão fotográfica do Smash the Cake. Utilizei muitas bases de madeira para servir a comida, noutras coloquei um guardanapo sobre caixas e a comida em cima, e os ditos pratos de madeira. E utilizamos guardanapos reciclados para comermos, em vez dos típicos pratos descartáveis.

Fiz as letras em cartão, aproveitando as caixas de encomendas que recebo em casa. O único desperdício foi mesmo a fita cola, que utilizei para colocar as coisas à parede. Fiz uma grinalda com corda e papel, para enfeitar a mesa e que também foi utilizada na sessão fotográfica. Comprei (na imagem a baixo) uns cartões para colar fotos dos 12 meses do Salvi, feitos de papel e vinha com uma corda para fazer de grinalda, mas eu resolvi colocar assim na parede.

O único plástico que estava na festa era este avental de mesa que já tenho por 4 anos, e que tenho vindo a reutilizar em todas as festas que dou.

432406DB-1B2A-46FF-8BFD-C80B355546C8.jpeg

Comida

Toda a comida foi feita por nós, à excepção das tostas, dos queijos, chouriços e da torta de chocolate, que comprei só por parecer mini troncos de árvores (vejam lá esta pancada). Tentei manter um alimentação saudável durante a festa, e fiz um sumo de fruta natural, panquecas de maça e fruta. Mas também tivemos gorduchices feitas em casa, croquetes, rissóis, folhados, sandes, e brigadeiros.

37138663-4E24-43A6-B865-3056EB949AF0.jpeg

Bolo

O bolo era um simples pão de ló com chantily. Enfeitado com ramos de oliveira e os animais selvagens, dos meus filhos. Apesar de fazer sempre os bolos para as festas, não porque sou perfeccionista, até só mas não é o caso, é porque me dá uma enorme satisfação faze-los, e acima de tudo decorá-los, mas desta vez não foi o caso, e acabei por encomenda-lo na pastelaria.

FDC86C13-2611-45D6-B2F3-B98E325BE586.jpeg

Convites/ Presentes

Os convites foram todos feitos pessoalmente ou por telefone, e acreditem que foi das coisas que mais me custou abdicar, porque gosto imenso de fazer os convites temáticos das festas, as vezes até exagero. Eu só daquelas pessoas que gosta de guardas as lembranças das festas e dos casamentos, coisas físicas. Tudo o que é eletronico acaba por não ser visto de novo, por isso achei que não valia a pena o esforço, mas é sem duvida a melhor alternativa aos tradicionais convites de papel/plástico que se oferecem.

Os presentes este ano foram mais limitados, perguntaram-nos o que precisávamos para ele e na realidade entre ele e o irmão já têm tanta roupa e brinquedos, que não precisam nada de novo. Então resolvemos pedir ajuda para uma compra em conjunto, uma cadeira auto, que é uma coisa que precisamos, é cara, e é uma boa prenda útil para todos contribuírem. Claro que ele recebeu 2 ou 3 miminhos, coisas úteis que precisava, como uma toalha de banho para bebés mais crescidos, e uns brinquedos (porque também não precisa de ter tudo do irmão).

F0682527-DB5B-4CE2-A803-FD89B82016A7.jpeg

No fim da festa, os convidados levaram as sobras nas caixinhas que alguns tinham trazido, noutros emprestei as minhas. Foi uma tarde muito bem passada em família, com os miúdos a brincar no quarto, com boa comida e uma boa mesa. E o melhor de tudo, foi muito fácil guardar tudo no fim da festa, na caixa das festa (sim tenho uma caixa própria para guardar estas coisas de decoração), por a loiça na maquina de lavar loiça, guardar a comida que sobrou em caixas, e não ter de ir a correr levar o lixo ao contentor, porque não houve essa necessidade, porque só havia pequenos restos de comida e guardanapos.

Espero que possam tirar da minha experiência umas boas ideias. E por aí, como fazem as vossas festas?

 

Mi

 

P.S. vejam as mudanças conscienciosas que fiz na minha vida ou as panquecas de maça que falei

 

Follow us on Instagram

About me

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos marcar uma sessão fotográfica?